Follow by Email

segunda-feira, 25 de abril de 2011

DEPOIS DE PRESSIONAR CEMIG, AGORA CHEGOU A VEZ DA COPASA


pompílio canavez vai a caxambu ouvir envolvidos em problema de falta de água e esgoto para projeto do governo federal: minha casa minha vida.
Problemas com a Copasa levam deputados a agendar realização de audiência pública da AL-MG em Caxambu na próxima semana A recusa da Companhia de Saneamento do Estado (Copasa-MG) em proceder às ligações das redes de água e esgoto nas residências que fazem parte do programa federal "Minha Casa, Minha Vida", em de Caxambu (Sul de Minas), leva os deputados da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais ao município.
Os parlamentares realizam uma audiência pública sobre o tema, nesta terça-feira (26/4/11), às 13 horas, na Câmara Municipal.
O requerimento para a reunião é dos deputados Almir Paraca e Pompílio Canavez, ambos do PT; e da deputada Liza Prado (PSB).
De acordo com Pompílio Canavez, a negativa da Copasa em realizar o serviço se daria em virtude do não pagamento das contas de água pela Prefeitura de Caxambu.
O parlamentar afirmou, também, que a situação se repete em outras cidades, tal como Conselheiro Lafaiete (Central), que, segundo ele, estaria passando pelo mesmo problema.
A deputada Liza Prado disse que os debates sobre as questões de saneamento básico no Estado devem ser aprofundados, e avaliou que, no caso de Caxambu, as famílias têm o direito aos serviços prestados pela concessionária de saneamento, independentemente da dívida.
Convidados - Foram chamados a participar da audiência pública o prefeito de Caxambu, Luiz Carlos Pinto; o presidente da Câmara Municipal de Caxambu, vereador Avilmar da Silva Hemetério; o diretor-presidente da Copasa, Ricardo Augusto Simões Campos; o vice-presidente da Câmara Municipal de Caxambu, vereador Claudinei Bruno da Silva; o vereador Arnaldo José Ribeiro; o promotor de Justiça da Comarca de Caxambu, Leandro Pannain Rezende; e o defensor-público da Comarca de Caxambu, Ricardo Ribeiro Paulino.

Nenhum comentário: